Imprimir

Jovem assassinada pelo padrasto só deve ser enterrrada nesta sexta

Enquanto isso, no Departamento de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), a delegada Gleide Ângelo começou a interrogar o padrasto de Maria Alice, o ajudante de pedreiro Gildo Xavier, 34, que confessou ter cometido o crime. Nesta tarde, às 14h, a delegada concederá entrevista detalhando o caso para a Imprensa.

O corpo de Maria Alice foi localizado na tarde da última quarta-feira, sem a mão esquerda, vestido com uma bermuda amarela e uma camiseta vermelha, e o rosto coberto por uma camisa branca. Ela estava cinco dias desaparecida, após ter saido com o padrasto, que prometeu arrumar um emprego para a enteada.

Maria Alice foi deixada sem vida em um canavial do Engenho Burro Velho, no km 28 da BR-101 Norte, em Itapissuma. Gildo Xavier, que acabou confesando o crime, indicou o local para a polícia.

O acusado nega ter cometido crime de estupro, mas a delegada Gleide Ângelo informou que a possibilidade não está descartada. “Só podemos afirmar alguma coisa após a conclusão da perícia tanatoscópica e sexológica realizada pelo IML”, disse. A delegada também solicitou que fosse feito exame toxicológico porque ela desconfia que a Maria Alice tenha sido dopada antes de ser assassinada.
 
A Polícia encontrou uma camisa dentro do carro alugado pelo padrasto, usado para se deslocar ao cometer o crime. A roupa foi encaminhada para exame no Laboratório de Genética Forense da Secretaria de Defesa Social de Pernambuco. A suspeita é de que a camisa, com cheiro forte, tenha sido usada para matar Maria Alice. A delegada Gleide Ângelo acredita que Gildo tenha começado a espancar a jovem ainda dentro do carro, que teve película fumê colocada pelo ajudante de pedreiro. Por isso, a Polícia acredita que Gildo tenha premetido todo o crime.

Imprimir

Apac divulga alerta de chuvas fortes nesta quinta-feira

A Agência Pernambucana de Águas e Climas (Apac) divulgou na manhã desta quinta-feira um aviso meteorológico com previsão de chuvas de intensidade moderada a forte até a 1h30 de sexta-feira. Chove forte desde a noite de quarta-feira e a previsão é de acumulados acima de 40 mm, quantidade esperada para mais de dois dias.

Os transtornos começam a se acumular. Uma árvore caiu na Avenida Agamenon Magalhães, nas imediações do Bompreço no bairro do Parque Amorim. O tráfego foi reduzido a uma única faixa da via, que soma diversos pontos de alagamento e transbordamento do canal. De acordo com a Companhia de Trânsito e Transportes Urbanos (CTTU), a árvore foi retirada do local por vota das 10h.

Diversas ruas e avenidas também estão alagadas. A pouca visibilidade e as pistas molhadas representam risco de acidentes e trânsito lento. As inundações podem se agravar, já que a alta da maré está prevista para às 10h30.

Na madrugada, as precipitações atingiram, principalmente, o litoral sul de Pernambuco, com destaque para os municípios de Ipojuca, Sirinhaém e Rio Formoso. Neste último, choveu 135 mm. Em Ipojuca, a comunidade de Rurópolis ficou ilhada após transbordamento de um canal. Moradores da localidade fecharam a PE-60, em protesto.

De acordo com o aviso meteorológico, áreas de  instabilidades formadas  pela  confluência  dos  ventos  úmidos oriundos  do  oceano  Atlântico estão causando aumento  da  nebulosidade e chuvas, principalmente na Região Metropolitana do Recife (RMR) e Matas Norte e Sul do estado. Equipes da Secretaria Executiva de Defesa Civil do Recife (Sedec) podem ser acionadas pelo 0800-081-3400. A Central de Atendimento funciona 24h e a ligação é gratuita.
Já na quarta-feira, as chuvas que atingiram a Região Metropolitana deixaram várias ruas alagadas. Segundo a Apac, a maior quantidade de chuva da noite da terça-feira foi registrada em Jaboatão; 102 milímetros, o equivalente a 10 dias de chuva no município. No Recife, foram registrados 81 milímetros, quantidade esperada para cinco dias.

Na manhã e tarde de ontem, o tempo permaneceu nublado. Foi possível observar o aparecimento de baronesas no Rio Capibaribe. As plantas (Eichornia crassipes), conhecidas como aguapé, são comuns em ambientes poluídos. A elevação do nível da água, principalmente nos períodos de chuva, favorece a reprodução das baronesas.

No bairro de Ouro Preto, Olinda, um canal transbordou e interditou parte da pista local da PE-15. Também havia pontos de alagamento na Avenida Presidente Kennedy, em Peixinhos. No Recife, os principais pontos de alagamento foram registrados nos bairros do Pina, Boa Viagem, Imbiribeira e Espinheiro.

Imprimir

OAB rebate Mendes e é contra adiar novo Código de Processo Civil

O presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), Marcus Vinicius Furtado Coêlho, rebateu nesta terça-feira (23) proposta do ministro Gilmar Mendes de adiar em até cinco anos o início do novo CPC (Código de Processo Civil).

"O novo CPC foi construído para unir celeridade com segurança jurídica. A sociedade não tolera mais um Judiciário moroso, onde os litígios são eternos. Adiar a vigência do novo CPC vai na contramão deste desejo", disse Coêlho.

Sancionado em março, o prazo para que o novo código entre em vigor é de um ano, ou seja, março de 2016. Como a Folha revelou nesta terça, Mendes propõe que o período seja ampliado em 3 a 5 anos.

A ideia é alterar o início da vigência via projeto de lei, o que está sendo costurado pelo ministro no Congresso. O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), foi procurado por Mendes e disse que vai apoiar a proposta.

A principal crítica do ministro é que as novas regras vão sobrecarregar o trabalho na corte. Hoje, quem decide se o recurso "sobe'' ou não é o tribunal de origem. Agora, caberá aos ministros da suprema corte opinarem se admitem os recursos.

Coêlho diz que a retirada da admissibilidade pelo presidente do tribunal dos recursos ao STJ e ao STF não foi formulada pela OAB. E diz que, se os tribunais superiores entendem que tal medida vai inviabilizar seu funcionamento, " mais adequado é apenas alterar esta regra, possibilitando que o novo CPC entre em vigor no prazo previsto".

O ministro Marco Aurélio Mello faz coro aos argumentos de Mendes. "Agora veio essa novidade de não se ter o juízo primeiro, e o recurso subir imediatamente ao STF e ao STJ [Superior Tribunal de Justiça]. Sob minha ótica, não é uma evolução, é um retrocesso", critica.

O presidente do STF, Ricardo Lewandowski, disse que o tribunal estará preparado para receber o novo código dentro do prazo estabelecido pelo Congresso. "A ideia é montar uma equipe com um assessor de cada gabinete para fazer uma triagem", diz.

A reforma foi elaborada por uma comissão de juristas, coordenada pelo ministro do STF Luiz Fux antes de ser submetida aos congressistas. A discussão durou cinco anos.

Relator do novo CPC no Senado, Vital do Rêgo (PMDB-PB) disse que a matéria foi consenso entre as duas Casas legislativas e que cabe ao Congresso dar a última palavra.

"A observação do ministro [Gilmar Mendes] é relevante e poderá ser apreciada pelo Congresso. Mas não acho necessário adiar."

Imprimir

Inverno começou dia 21/06 Domingo e população deve ter cuidados especiais com saúde

Presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia diz que crianças, idosos e pessoas propensas a doenças respiratórias devem ter mais atenção

Presidente da Associação Brasileira de Alergia e Imunologia, Perini explica que muitos hábitos - como fechar os ambientes em casa, no trabalho, no carro e até mesmo no transporte coletivo - acabam atrapalhando a imunidade do organismo. “Esse enclausuramento por causa da temperatura é um fator de risco e facilita a proliferação de vírus pelo ambiente. Quando fazemos isso em casa também ajudamos os ácaros, fungos e mofo a proliferarem mais rapidamente”, disse.

A dica do alergista é fazer circular o ar no ambiente, deixando uma fresta da janela aberta no transporte e em casa durante o dia, e evitar aglomerações. Ele aconselha ainda as pessoas, principalmente os alérgicos, a lavarem as roupas que estão guardadas há certo tempo, antes de usar, porque elas acumulam mofo.

O período frio também vem acompanhado da proliferação de vírus respiratórios, que aumentam manifestações respiratórias, como a gripe, o resfriado e a rinite alérgica, disse Perini, explicando que os pacientes com asma devem ter mais atenção, já que a frio simula a contração do pulmão e pode agravar o problema. “A pessoa que tem doença crônica deve ter o acompanhamento de um médico. No Brasil, apenas 10% a 15% das pessoas que têm asma usam os tratamentos adequados e é absurdo porque já há acesso gratuito a medicamentos”, disse o alergista, destacando que entre 2,5 mil e 3 mil pessoas morrem de asma no Brasil todos os anos.

O especialista alerta para a importância, como medida de prevenção, da vacina contra a gripe oferecida pelo governo para grupos específicos.

Além das baixas temperaturas, algumas regiões também são marcadas pela queda da umidade no ar, um agravante para o organismo, disse Perini, pois as pessoas ficam com dificuldade de respirar. Ele explica que, além de nebulizadores, podem ser utilizadas toalhas molhadas esticadas pela casa para aumentar a umidade do ar. “Bacia, balde ou copo com água são mitos, porque a superfície é reduzida e a água não vai conseguir evaporar”, enfatizou.

O uso de aquecedores em casa também é aconselhado pelo alergista, desde que em uma temperatura confortável, por volta de 21 graus Celsius.

Além do sistema respiratório, a pele também é muito prejudicada com o tempo seco. Ele lembra que banhos quentes removem a hidratação natural da pele.

É importante também tomar muito líquido, comer frutas, legumes e verduras. Segundo Perini, é importante estar atento para a diversidade de cores no pratu o que ajuda a aumentar a diversidade de vitaminas protetoras.

O inverno este ano deve ser um pouco mais quente em praticamente todo o país, segundo a previsão do Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), com até 1 grau Celsius de aumento. Será um período de temperaturas amenas, mas com frio intenso na entrada de massas de origem polar nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste e com menos frequência e menos intensos no sul das Regiões Norte e Nordeste.

O Inmet prevê ainda chuvas acima do normal para o período no leste de Mato Grosso e em áreas no norte de Goiás, norte do Pará e Amapá, Rondônia e Rio Grande do Sul. Chuvas abaixo das normais serão verificadas no leste de Goiás, norte e sul de Mato Grosso, oeste do Pará e região central do Amazonas, litoral do Nordeste, Minas Gerais, São Paulo e oeste do Mato Grosso do Sul e noroeste do Paraná. Nesta época do ano, os valores médios das chuvas no Centro-Oeste são muito baixos, entre 10 milímetros (mm) e 30mm de precipitações mensais, exceto no extremo sul de Mato Grosso do Sul que tem médias históricas entre 60mm e 80mm nesses meses.

Segundo o Inmet, outro fenômeno meteorológico comum nessa época do ano são as inversões térmicas que causam nevoeiros e neblinas nas primeiras horas do dia, mas provocam queda da umidade relativa do ar, chegando a registrar valores de até 30% e por vezes abaixo desse valor, na região central do Brasil. O ar seco e o vento calmo favorecem a ausência da chuva, a suspensão de poeira e fumaça e as queimadas.

Imprimir

São João garante recesso antecipado aos deputados de Pernambuco

Daqui a uma semana, deputados estaduais darão início ao recesso parlamentar de julho. A pausa concederá 30 dias de descanso aos representantes da Casa de Joaquim Nabuco. Assim mesmo, uma portaria publicada (173/15) na última quinta-feira (18) suspendeu todas as sessões ordinárias desta semana e garantiu outros cinco dias sem atividades obrigatórias para os parlamentares. Com isso, nenhum deles terá a obrigação de comparecer à Assembleia Legislativa durante as semana do São João. As atividades só serão retomadas na próxima segunda-feira e já encerradas na terça-feira (30), último dia do mês.

Desde ontem, apenas alguns poucos funcionários circulavam pelas dependências da Casa. O edifício-sede, onde está localizado o plenário, estava completamente trancado. O edifício anexo, onde estão os gabinetes dos 49 parlamentares também estava fechado. Um policial que fazia a segurança do local afirmou só ter visto os parlamentares Edilson Silva (PSol) e Adalto Santos (PSB) passarem rapidamente por lá durante a manhã.

Pelo texto da portaria publicada na quinta, os servidores precisarão compensar a folga de ontem com banco de horas. Já o dia de hoje foi trocado pelo feriado de Corpus Christi (04 de junho), quando houve atividade normal. Amanhã (24) é feriado municipal. Na quinta e sexta-feira os gabinetes voltam a funcionar normalmente. Os deputados, no entanto, não terão obrigação de comparecer já que as sessões ordinárias destes dois dias foram suspensas.

O deputado Edilson Silva, que chegou a ir ao gabinete ontem, disse que, apesar de as sessões estarem suspensas, continuará normalmente com as atividades. “Tenho muita coisa pendente, algumas reuniões, projetos para serem revisados. Convoquei uma audiência sobre mobilidade para a próxima segunda para tratar das obras inacabadas previstas para a Copa. Então, há uma série de coisas a fazer e creio que só devo tirar uma semana de folga no período do recesso”, assegurou.

Outros deputados, contudo, não devem passar nem perto da Assembleia nos próximos dias. É o caso de Miguel Coelho (PSB), que está em missão autorizada em Londres, na Inglaterra, onde participa de um evento como palestrante. Quem não deve aparecer por lá antes de agosto é o deputado Joaquim Lira (PSD). Ele solicitou licença em caráter cultural para viagem aos Estados Unidos de 26 de junho a 11 de julho.

O motivo da viagem não foi informado no projeto de resolução (1304/15) aprovado pela mesa diretora. Além de Joaquim Lira, o Diario procurou, por telefone, os deputados Ângelo Ferreira (PSB), Augusto César (PTB), Júlio Cavalcanti (PTB) e Antônio Moraes (PSDB). Nenhum deles foi localizado.

Imprimir

Delegada volta ao local onde jovem desaparecida teria sido deixada

Uma operação de buscas foi montada, na manhã desta terça, em um canavial localizado nas imediações da Usina São José, município de Goiana, zona da Mata Norte de Pernambuco. O objetivo é encontrar a jovem Maria Alice de Arruda Seabra Amorim, de 19 anos, desaparecida desde a sexta-feira passada.
Responsável pelas investigações, a delegada Gleide Ângelo, do Departamento de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP) voltou ao local esta manhã. Além dos policiais, equipes de jornalistas acompanham o desfecho do caso na zona rural do município.

Durante a madrugada, a delegada, acompanhada pelo coordenador da Força-Tarefa do DHPP, Neemias Falcão, visitou a área pela primeira vez. A inspeção foi feita depois que Gleide Ângelo manteve contato pelo WhatsApp com o suspeito de sequestrar a jovem, o padrasto dela, Gildo da Silva Xavier, de 34 anos. O servente de pedreiro teria informado ter deixado a jovem em um matagal de Goiana. "Sou um mostro e vou me entregar", escreveu, indicando como pontos de localização um canavial e uma ponte. A esperança é que Alice seja encontrada com vida. Depois de visitar o local indicado, Gleide Ângelo disse que tem indícios fortes de crime de homicídio, mas isso só pode ser comprovado se o corpo for encontrado."Em nenhum momento ele disse isso", acrescenta a delegada.
Por volta da 0h desta terça-feira, Gildo Xavier postou em sua conta na rede social Facebook uma mensagem pedindo desculpas pelo que teria feito à sua enteada dizendo-se motivado pelo ódio. Ainda na noite de segunda-feira, a delegada esteve na sede do DHPP, na Zona Oeste do Recife, onde conversou com a mãe de Alice. A dona de casa Maria José de Arruda, de 46 anos, voltou à sede da especializada esta manhã para prestar depoimento.

O suspeito do crime, Gildo Xavier, teria dito que iria se entregar e que deixou a vítima em um matagal em Goiana. Ainda não se sabe se viva ou morta. Foto: Facebook/Reprodução    
O suspeito do crime, Gildo Xavier, teria dito que iria se entregar e que deixou a vítima em um matagal em Goiana. Ainda não se sabe se viva ou morta. Foto: Facebook/Reprodução
Entenda o caso- Na sexta-feira passada, a jovem saiu de casa, na Estância, na companhia de Gildo para fazer uma entrevista de emprego em um escritório em Gravatá. O padrasto teria informado que a jovem retornaria para casa sozinha. A mãe viu uma ligação perdida e retornou.

A última vez que falou com ele foi às 16h18. Ele atendeu como se nada tivesse acontecido, mas Alice percebeu que era a mãe e gritou por socorro, pedindo ajuda. Ele desligou o celular e até então não se tem notícias dos dois. Ainda na sexta-feira, às 19h, a mãe procurou a delegacia e registrou um boletim de ocorrência (BO).

No sábado, acompanhada por policiais, a família foi até Gravatá, onde o padrasto teria alugado uma casa, mas ninguém foi encontrado. Os familiares também descobriram que Gildo teria alugado ou pego um carro emprestado dizendo que iria viajar para Caruaru com a namorada. Uma suposta amante dele disse que o suspeito teria dito que iria para Serrambi, local que também foi visitado pela mãe da jovem, sem sucesso. Maria Alice concluiu o ensino médio e, desde então, procurava o primeiro emprego como recepcionista ou auxiliar administrativo.

Segundo a mãe, que tem uma filha de 10 anos, com Gildo, com quem é casada há 15 anos, o padrasto sempre teve um ciume excessivo da enteada, que ajudou a criar desde os quatro anos de idade. Quando bebia, costumava bater na esposa. Alice teria descoberto um relacionamento extraconjugal do padrasto e contado para a mãe. A família pensa na possibilidade de vingança.

Imprimir

Levy diz que BC deve "continuar vigilante"

Horas antes da reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, exortou a autoridade monetária a "continuar vigilante" para evitar mais aumento de preços.

A declaração foi feita em Paris às margens de uma reunião na Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE). De acordo com o ministro, "foram feitos alinhamentos necessários" de preços, mas a intervenção do BC é essencial para impedir que o movimento se transforme em "processo de inflação".

A entrevista de Levy aconteceu às 19h locais, 14h de Brasília, antes do anúncio sobre a decisão do Copom sobre a taxa básica de juros. Até então o mercado apostava em uma alta de até 0,5%, o que elevaria o índice dos atuais 13,25% para 13,75%, em uma nova tentativa de conter o aumento da inflação, que deve superar o teto da meta, de 6,5%, chegando a 8% em 2015.

Questionado sobre o aumento dos preços, Levy os atribuiu a dois movimentos: correções de tarifas represadas e o reflexo da escassez de água, em especial em São Paulo. "Foram feitos diversos alinhamentos necessários", lembrou, citando a seguir a seca: "Faltou água e o preço subiu em várias cidades importantes que entram no cálculo de inflação. Em todo o Estado de São Paulo faltou água, e é normal que em uma situação de escassez haja reflexo nos preços".

De acordo com o ministro, a crise hídrica torna a trajetória da inflação difícil de prever. "A gente não sabe como será o quadro hídrico no ano que vem, mas no caso da energia elétrica há probabilidades de termos menos dificuldades do que neste ano", estimou. "Assim, alguns desses aumentos de preços devem se reverter na medida em que as condições da oferta também se ajustem."

Imprimir

Em nota, Secretaria de Administração diz que o Sintepe “voltou-se contra a negociação”

A Secretaria de Administração de Pernambuco que coordena as negociações com os servidores públicos estaduais lançou uma nota em resposta aos professores da rede estadual de Pernambuco, que decidiram nesta terça-feira (2), manter a greve da categoria deflagrada na última sexta-feira (29).

CONFIRA A NOTA NA ÍNTEGRA:

A Secretaria de Administração de Pernambuco que coordena as negociações com os servidores públicos estaduais, seguindo orientação do Governo, tem procurado preservar e exercer o diálogo com todas as categorias, a ponto de ter realizado mais que 40 reuniões nas mesas específicas, mesas gerais e reuniões técnicas, nos primeiros quatro meses deste ano.

Com o Sintepe foram realizadas oito reuniões, nas quais foi construída proposta conjunta que prover, entre outros ganhos, a implantação de três progressões automáticas de junho, outubro e dezembro de 2015.

O Sintepe voltou-se contra o processo de negociação em curso, rompendo o diálogo e sem sequer pedir revisão da proposta que ajudou a formular. Decretou greve a partir de 29 de maio, a segunda em quatro meses de Governo.

Hoje, em manifestação em frente à SAD, o Sintepe pede a retomada de diálogo que rompeu por decisão unilateral. Às 11h, o secretário de Administração receberá na SAD dois representantes da direção do Sindicato para entrega de documento, que não será discutido e analisado no momento em que for protocolado.